segunda-feira, 19 de abril de 2010

A REVOLUÇÃO DO GRITO

Por TADEU ROCHA



O grito
Tantas vezes engolido
Tantas vezes abortado
Hoje é nascido
Filho de vidas represadas
De dores contidas
De uma liberdade perdida

O grito da minha lâmina
Soa indignação
Soa revolta
Soa furacão
Dança das lâminas

Lâminas de grito
Cortam o silêncio
Cortam a indiferença
Dividem os receios
Com múltiplos cortes
Multiplicando os anseios

A lâmina do meu grito
Uniu-se às lâminas de outros gritos
Gerando novas lâminas de grito
E o grito de todas as lâminas
Uniu um povo desunido
Unido pelo grito
Pela raiz do grito
E pelo corte da lâmina

Nenhum comentário:

Postar um comentário