quarta-feira, 12 de maio de 2010

TRIBUTO AO TEU SONHAR

Por TADEU ROCHA


Desde que você começou a sonhar
Tanta coisa mudou
A insônia visitou a cidade
Só você não a conheceu

O progresso logo veio
Sua rua virou avenida
Sobre sua casa mil viadutos
E mesmo com tamanho rebuliço
Você nem se mexeu

A mãe natureza
Bem que tentou lhe acordar
O furacão da década
O maremoto do século
O terremoto do milênio
E mesmo com tamanho barulho
Você nem despertou

Um belo dia
Um cientista maluco
Projetou tuas fantasias ao mundo
E diante de teus sonhos
Mágicos! Febris!
Toda terra se pôs a sonhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário