terça-feira, 22 de junho de 2010

EM TEMPO





De tanto esmurrar o vento
Sangrei os meus punhos, perplexo!
Mas o verdadeiro absurdo
É estar partindo sem você

Se hoje a aventura nos parece comédia
Amanhã a saudade nos tece um drama
- Motorista! Esqueça o aeroporto...


TADEU ROCHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário