quinta-feira, 22 de julho de 2010

GRITO





Quando você partiu
Meu grito de angústia
Calou o mar
E o apito dos navios
Que saudavam o caís.

Enveredou pela madrugada
Varando as casas
Afastando o sono
Despertando a raiva

O samba perdeu
A voz na avenida
Quando meu grito
Abafou a bateria
E a lua assustada
Deu lugar ao sol.

Tadeu Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário