segunda-feira, 16 de agosto de 2010

LIBERTAÇÃO



De PEDRO HOMEM DE MELLO


Pesa-me, inteira,

A flor que falta

Para a roseira

Ficar mais alta.

Pesa-me a Lua!

E a noite vem,

De espada nua,

Buscar alguém...

Pesa-me a neve.

Ou a montanha?

Dizem que é leve.

Mas é tamanha!

Chumbo ou veludo.

Seja o que for!

Pesa-me tudo

Menos a dor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário