quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Poema de Hans Magnus Enzensberger - O OUTRO



De Hans Magnus Enzensberger
Tradução Kurt Scharf/Armindo Trevisan



Alguém ri
preocupa-se
segura meu rosto com pele e pêlo sob o céu
deixa rolar palavras da minha boca
alguém que tem dinheiro e medo e um passaporte
que briga e ama
alguém se move
alguém estrebucha

mas não eu
Eu sou o outro
que não ri
que não tem rosto sob o céu
nem palavras na boca
que é desconhecido de si e de mim
não eu: o outro: sempre o outro
que não vence nem é vencido
que não se preocupa
que não se move

o outro
indiferente a si
do qual não sei
do qual ninguém sabe quem é
que não se move
esse sou eu

Nenhum comentário:

Postar um comentário