terça-feira, 20 de setembro de 2011

Domingos Sávio: Talento!




Os rios vão prateando suas curvas
com os faróis que nas ruas servem de alento aos solitários
As praças vão ficando sozinhas,
com suas árvores respirando conforto
pela ausência dos homens.
As ruas vão ficando mudas em conversas imagináveis
com os sinais de trânsito,
abertos ao nada e a ninguém.

Domingos Sávio

4 comentários:

  1. Que maravilha! Depois o camarada diz que não é poeta. Sei não...
    Abração, Tadeu!
    Que Deus te abençoe por nutrir nossos olhos com tanta poesia!
    Magna

    ResponderExcluir
  2. Grato Magna. Domingos tem muito talento, como cronista e como poeta.

    ResponderExcluir
  3. Rapaz , assim tú mata o véio Tadeu !!! Que bela homenagem. Fiquei incrível, no dizer de João. Muito obrigado. Imensidão de generosidade. Valeu mesmo. Um abraço no coração, sempre, sempre no lado esquerdo. Eita nós.

    Domingos

    ResponderExcluir
  4. Grande Domingos, gosto de sua poesia e de suas crônicas, portanto é um prazer compartilhar com outros sua arte. Um forte abraço, de quem te admira.

    ResponderExcluir